Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, quinta-feira, 26 de outubro de 2006

Povo Oprimido Vs. Elite Opressora

Autor: Edson Oliveira   |   13:35   Seja o primeiro a comentar

Sempre quis saber, por pura curiosidade intelectual, quem faz parte dessa "elite opressora", uma praga que a esquerda acusa de conspirar contra seus objetivos, sendo a razão única de seus fracassos e, conclusão "lógica": responsável de tantos males no Brasil e no mundo. Segundo a mesma esquerda, a "elite opressora" agora quer tirar o Lula do poder e eleger o "elitista" Geraldo Alckmin, pois se vê ameaçada a não mais oprimir o "povo". Quem será essa "elite" tão detestável?

Essa minha curiosidade já estava quase esquecida por causa de tantos outros problemas, quando nesses dias, estando em um bairro do subúrbio de Salvador/BA , vejo escrito num cartaz de um boteco o seguinte slogan: "Vote contra a corrupção, vote Geraldão!". Depois de ler isso, fiquei me perguntando se finalmente não achei a "elite opressora" escondida num bar do suburbio.

E, paradoxo, observei no mesmo dia, em vários carros - cujas marcas indicam um valor acima de R$ 40.000,00 -, em em bairro de classe-média, adesivos que diziam: "Lula de novo, com a força do povo!", "Wagner e Lula", etc.

Será que o "povo oprimido" passou de uma hora para outra a habitar bairros de classe-média e a possuir carros bons? E a "elite opressora" passou a morar e possuir bares nos subúrbios?

Não quero pensar com isso que todo pobre votará em Alckimin e que todo sapo (expressão de Plínio Corrêa de Oliveira para indicar um rico esquerdista) votará em Lula. Mas que os campos não estão tão delineados assim para que a esquerda possa sair dizendo com toda a ufania que todo pobre é esquerdista e todo rico é direitista sem cair em desonestidade intelectual com a realidade brasileira. Se formos ver bem, em termos de porcentagem, os ricos são mais esquerdistas que os pobres, que na maior parte dos assuntos polêmicos se mostram conservadores.

Infelizmente, mais uma vez o período de discursos eleitorais no Brasil irá ser resumido em slogans e frases vazias de realidade.

0 comentários: