Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, sexta-feira, 30 de maio de 2008

Homem que destruiu uma obra obscena é condenado na França

Autor: Edson Oliveira   |   23:06   Seja o primeiro a comentar

Le Figaro informou, em artigo intitulado Il détruit un préservatif géant: condamné (29.5.2008), que Alexandre Simonnot, conselheiro municipal de Taverny, França, foi condenado pelo tribunal de Pontoise a pagar 10.000 euros por ter derrubado, em 2006, um preservativo de 11 metros de altura que tinha sido erigido, no centro da cidade, a pedido do presidente comuno-socialista da câmara municipal.

Em nota de esclarecimento divulgada depois de sua condenação, Simonnot diz que sente-se "profundamente escandalizado por este veredicto" e declara não crer mais na justiça da França.

Segue outros trechos da nota:

"(...) Este julgamento não condenou um cidadão e eleito pelo povo Alexandre Simonnot, mas condenou o pudor, os bons costumes e a moral pública".

"(...) Isto que ocorreu hoje foi uma vitória da anti-França, dos inimigos da família e da obsessão sexual".

"(...) Eles ganharam uma batalha, mas jamais ganharão a guerra que eles declararam à França, filha primogênita da Igreja".

Para ler o texto em francês, na íntegra, clique aqui.

0 comentários: