Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Onde há minério, há reserva de índio! Pura coincidência em Roraima?

Autor: Edson Oliveira   |   18:04   3 comentários

Caro leitor, a imagem ao lado retrata o mapa do Estado de Roraima. Atente-se para a coincidência...

(Clique aqui para ampliar e ver o mapa original no site do Governo Estadual de Roraima)

As partes em retícula são as reservas generosamente demarcadas para alguns poucos índios.

E os pontinhos vermelhos?

Serão tribos índígenas? Malocas étnicas?

Não! São reservas de minérios como Nióbio, Tântalo, Ouro, Urânio, Tório e Diamante.

Com certeza são os principais "índios" protegidos em Roraima!...


(Fonte: Blog GPS do Agronegócio)

3 comentários:

Que idiotice!

Não é que onde há minério há reserva. É que os índios dos lugares onde o minério já foi explorado foram dizimados!

Ser conservador significa ser burro?

"Ser conservador significa ser burro?"

Não, pois se assim fosse eu teria que admití-lo como um conservador.

Olhe no mapa e verá que há um reserva indigena onde não há abundância de minérios. Então, como afirmar que os "os índios dos lugares onde o minério já foi explorado foram dizimados"?

O meu problema nessa discussão é que tenho dificuldades em debater com pessoas com ausência de escrúpulos ao inventar fatos e que intitulam de "burro" quem não concorda com eles.

Péra um pouco. Qual o seu argumento? Que os índios se concentram deliberadamente nas áreas que tem minério? Por que? Prá sacanear a Vale do Rio Doce? Ou prá forçar uma queda nas commodities e derrubar a bolsa?
Francamente!
Pode verificar a história da ocupação da região norte do Brasil, meu caro. Em todo local onde havia reservas de valor (minério, seringa, área agricultável, etc.) os índios foram dizimados. Não há mais nenhum nas regiões onde o minério foi explorado.
Os que restaram sobreviveram somente porque naquelas regiões o minério ainda não foi explorado. E depois da constituição de 1988, com a graça de Deus, um mínimo de humanidade no trato com os índios foi dispensado. Não se podia mais simplesmente atropelá-los em nome do "progresso".

Em tempo: desculpe pelo "Burro". Foi estúpido de minha parte. É que achei que o comentário nem seria publicado. Daí já fiquei na defensiva. Parabéns pela coragem de debater. Não são muitos.