Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, sexta-feira, 5 de março de 2010

Governo de Bachelet termina mandato mostrando ao exército chileno quem manda no país

Autor: Edson Oliveira   |   23:42   2 comentários

Na próxima quinta-feira, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, deixará a chefia do executivo do país andino ao cargo de Sebastián Piñera, recém-eleito.

Bachelet informou a agência Ansa que, por causa dos terríveis desastres ocorridos, a reconstrução do Chile tomará todo o mandato do novo presidente.

Sem delongas, tudo isso é conhecido e pode-se ler em qualquer jornal brasileiro, mas o que a nossa imprensa não destacou foi a hesitação do governo chileno que pode ter custado várias vítimas fatais e muita desordem.

Leia o título da reportagem do jornal El Mercurio de hoje:

"Asesores de la Presidenta le habrían recomendado no recurrir a los militares" (o negrito é meu)

Diz o artigo que os assessores da presidente Bachelet recomendaram não entregar o controle da zona afetada pela catástrofe aos militares. Por quê?

"Para una coalición que luchó contra la dictadura, la idea de tener a los militares en la calle no fue fácil", dijo el miércoles el ministro Bitar.

Em outra notícia, o mesmo jornal mencionou que:

"el comandante en jefe de la Fuerza Aérea, Ricardo Ortega" afirmou "que su institución estaba en disposición de desplegarse a lo largo del país dos horas después de la tragedia, pero que la tardanza se debió a la ausencia de una orden política.

(...) Altas fuentes del Ejecutivo reconocen que en un comienzo pesaron los consejos de los asesores presidenciales por evitar que el término del mandato de Bachelet estuviera marcado por el protagonismo de las FF.AA.

Muito bem. Palmas. O governo sai de cabeça erguida. Mostrou aos milicos quem manda no país. (Sim, claro, estou sendo irônico)

Mas enquanto as reuniões com assessores e militares ocorriam nas salas presidenciais e o governo tentava se conformar em manchar sua "honra" recorrendo a ajuda dos militares ...

 
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
  
 

Fonte das fotos:
http://www.boston.com/bigpicture/2010/03/chile_three_days_later.html
http://www.boston.com/bigpicture/2010/02/earthquake_in_chile.html

2 comentários:

É triste a realidade chilena!
Pareçe que os governantes chilenos só estão interessados em poder e nada mais.
Com relação aos militares noto que eles estão sendo isolados do resto da sociedade, isso nos países atingidos pelos planos de destruição da soberania que envolve a necessidade de destruição moral e operativa em grande e média escala das forças armadas.
E a força da ONU? Teve problemas com o governo chileno para ajudar o país? Acho que não!
No Governo Mundial (comunista) só poderia haver uma força armada internacional e para isso é preciso destruir as forças armadas nacionais e para tanto seria mister desmoralizá-las (fator psicológico interno e externo, interno é dentro da própria força e externo é fora, entre a população)e destruir seu potencial bélico, apartando dessa forma, a participação dos militares nos destinos da Pátria, tanto no sentido político como moral(animus).
Nos desastres em que muitas vezes os globalistas são beneficiados, nota-se como se faz propaganda dos feitos das forças de socorro da ONU e deixádas de lado pela imprensa os feitos dos nacionais, principalmente dos nacionais das forças armadas!
E depois de tudo é possível que se critique os bons militares chilenos.
Os Comunistas (nos seus variantes, de enrustidos a declarados) são todos inclassificaveis em sua baixeza, de modo que não podemos achar na natureza algo para poder compará-los, são crias de Satã e ele que os classifique!
Já os militares são bravos que sacrificam suas vidas pela verdade da pátria e mui amados de Deus que aprecia as qualidades morais das pessoas e acho que entre os verdadeiros militares existe muita qualidade moral!
Que os comunistas se convertam a Deus e se não for assim, pelo menos que se convertam ao bom proceder, senão, lhes será cobrado a perda de tantas vidas humanas como ocorreu no Chile.
Impedir que os militares socorram o seu povo só pode ser coisa de comunistas...ninguém poderia ser tão baixo para cometer esse crime se não fosse um comunista!
Além de tudo existe a "paúra",a meda dos militares!
Cuidado! os comunistazinhos não deixaram de existir, só estão usando maquiagem!

Aproveito esta postagem para agradecer o autor deste blog pela informação de qualidade que sempre nos proporciona!

Ajudemos como pudermos os chilenos!

E viva Pinochet!

Um abraço!

Edson, o Henrique aí disse tudo mas ainda vou dar um pitaco sobre essa gente, - na realidade gentalha - que são os comunistas aí ou em qualquer lugar. Esse episódio aí com a Bachete mostra que nem com porrada e tragédia na vida deles como foi o caso dela em que o pai, general, morreu pegando porrada na prisão, - ´pelo menos é o que eles dizem - nem ao menos guarda a boa memória do pai nu m momento desses em que devia deixar de lado o ódio e colocá-nos na missão de salvar outros chilenos vítimas do terremoto. Odeiam os militares, inclusive porque colocaram o país no primeiro mundo com capitalismo e estado mínimo. Já vai tarde. Nem a propósito Henrique, sobre sua lembrança a Pinochet, que foi o único militar daqule cíclo a ter uma visão de futuro magnífica ao fazer implementar todas aquelas reformas minimizando o estado que só presta para cevar comunista, estou lendo "Os mil dias de Allende" e estando ainda no ínicio vejo como de certa forma aquilo lá em muito se parece com o que aqui se está tentando via democracia representativa para implantar a ditadura do proletariado.

Sim, Henrique, Viva Pinochet,

Grande abraço a você e ao Edson que corajosamente tem esse belo trabalho, que é o Sou conservador Sim... Que Deus os proteja!

Ivan Lima