Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, domingo, 10 de outubro de 2010

Arcebispo da Paraíba denuncia metas do PT: "Não podemos ficar calados"

Autor: Edson Oliveira   |   21:43   8 comentários

Em vídeo, Dom Aldo Pagotto, arcebispo da Paraíba, denuncia o programa político do Partido dos Trabalhadores.

Ao se referir sobre a tentativa petista de desmentir os pronunciamentos de Dilma apoiando a legalização do aborto, Dom Pagotto comenta: "Não posso como pastor compactuar com esse trabalho de desinformação e de manipulação das consciências (...) Quando os representantes do governo se expressam, em caso pensado, dessa maneira, não existe mais credibilidade para suas afirmações. A experiência política e a História advertem que quando a democracia se converte nesse tipo de demagogia para ganhar voto já é a ditadura que está no horizonte. (...)

"Não podemos ficar calados! (...) Estamos diante de um partido que está institucionalmente comprometido com a instalação da cultura do morte em nosso país, que proíbem seus membros de seguirem suas próprias consciências, que se utiliza calculadamente da mentira para enganar eleitores sobre seus verdadeiros projetos para a nação. (...) Não podemos nos calar!"

Assista na íntegra o pronunciamento de Dom Aldo Pagotto:

8 comentários:

Acabamos, todos os brasileiros que assistimos ao debate da Band, de ver e ouvir o candidato Serra explicando por que, como Ministro da Saúde, inaugurou a prática de aborto nos hospitais públicos (SUS). Com os dedos erquidos, a voz trêmula e a cara amarela, botou a responsabilidade na lei de 1940 (como ele disse, cinicamente, dois anos antes do seu nascimento). Ele, zeloso abortista, oficializou no Brasil o que so se fazia em clínicas clandestinas. E agora, José?

Acho que a regulamentção do aborto nos hospitais públicos visava reduzir a mortalidade de mães em abortos clandestinos, realizados muitas vezes em verdadeiros açougues humanos. Mas, essa medida acabou tornando a prática abortiva uma coisa normal.Reduziu as mortes, mas, por outro lado, popularizou (no mau sentido) a prática. Se o então Ministro da Saúde (hoje candidato José Serra) tivesse pensado melhor, não tinha tomado atitude de tamanha importância e de valor ético mediante simples portaria. Se fizermos hoje um levantamento (é só ver o valor do aborto na tabela do SUS e quantos procedimentos forma pagos) veremos como isso demonstrou desprezo pela vida.

Falta dizer uma coisa, por honestidade. Dom Pagoto foi bispo de Sobral, Ceará, terra do Ciro e do Cid Gomes (que era o Prefeito). Lá, teve interesses pessoais contrariados. Está tentando se vingar. Não é honesto e não é por acaso que está se manifestando. Procurem ler sobre o escândalo da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. Verão que, sob esse manto, esconde-se algo mais. É por essas e outras que a Igreja católica está tendo que responder importantes questões éticas.

Este é um Bispo de qualidade,não é como os excomungados não!
Abraços.

Mas, o bispo comete um "equívoco": quem regulamentou o abordo nos hospitais públicos no Brasil foi o Ministro José Serra. "Até o quinto mês de gestação". Mas, ele ataca uma carta de intenção que para valer ainda terá que ser submetida à discussão com a sociedade e virar leis diversas. Assim, ele age de má fé.

Quem usa a Norma Técnica assinada por Serra como desculpa para votar em Dilma é petralha, e como tal, mal intencionado!
Não há desculpas para votar em Dilma... não há desculpas para votar em branco e colaborar com a eleição de Dilma!!
Excelente o vídeo!! Excelente post, Edson!!

Petralha ou não, Sra. Marina, a tal da "Norma Técnica" responde por cerca de 260.000 abortos em hospitais e com dinheiro público. SEM alavará judicial. Entende isso? Por que a senhora defende uma norma técnica que autoriza o aborto, inluindo-o na tabela de remuneração dos médicos?

Sr. Carlos Camara -
ferrenho militante petista,

Naõ defendo Norma Técnica coisa nenhuma! Quem usa a Norma Técnica como pretexto para votar em Dilma - a abortista que defende aborto como " saúde pública" - é petralha, e como tal, mal intencionado!

Não há desculpas para votar em Dilma... não há desculpas para votar em branco e colaborar com a eleição de Dilma!!