Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, sexta-feira, 20 de maio de 2011

Enquete: MEC lança "Quiti Inguinoranssa" para combater o "preconceito linguístico"

Autor: Edson Oliveira   |   17:02   18 comentários


Você sabia que as frases que você acabou de ler na figura acima estão corretas? Não? Então você é um "preconceituoso linguístico". Sim, isso mesmo, e agora o MEC está disposto a combater a "linguacultanormatividade".

(Respoda nossa enquete no final do artigo ou na barra lateral deste blog)

Depois do KIT pró-homossexual, o governo Dilma lançou recentemente o Quiti Inguinoranssa visando coibir o "preconceito linguístico". Professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) aprovaram o livro "Por uma Vida Melhor", Coleção Viver e Aprender, que ensinará a língua portuguesa a 484.195 alunos de todo Brasil.

Veja o que seu filho poderá aprender se sua escola adotar esse livro de autoria de Heloisa Ramos:

"'Os livro ilustrado mais interessante estão emprestado'. Você pode estar se perguntando: ‘Mas eu posso falar ‘os livro?’.’ Claro que pode. Mas fique atento porque, dependendo da situação, você corre o risco de ser vítima de preconceito linguístico. Muita gente diz o que se deve e o que não se deve falar e escrever, tomando as regras estabelecidas para a norma culta como padrão de correção de todas as formas linguísticas. O falante, portanto, tem de ser capaz de usar a variante adequada da língua para cada ocasião."

"Na variedade popular, contudo, é comum a concordância funcionar de outra forma. Há ocorrências como:

Nós pega o peixe.

nós - 1ª pessoa, plural
pega - 3ª pessoa, singular
Os menino pega o peixe.
menino - 3ª pessoa, ideia de plural (por causa do “os”)
pega - 3ª pessoa, singular

Nos dois exemplos, apesar de o verbo estar no singular, quem ouve a frase sabe que há mais de uma pessoa envolvida na ação de pegar o peixe. Mais uma vez, é importante que o falante de português domine as duas variedades e escolha a que julgar adequada à sua situação de fala."

"É comum que se atribua um preconceito social em relação à variante popular, usada pela maioria dos brasileiros. Esse preconceito não é de razão linguística, mas social. Por isso, um falante deve dominar as diversas variantes porque cada uma tem seu lugar na comunicação cotidiana."

"É importante saber o seguinte: as duas variantes [norma culta e popular] são eficientes como meios de comunicação. A classe dominante utiliza a norma culta principalmente por ter maior acesso à escolaridade e por seu uso ser um sinal de prestígio. Nesse sentido, é comum que se atribua um preconceito social em relação à variante popular, usada pela maioria dos brasileiros."

Conforme notícia do Estadao.com (17/5/2011), o Ministério da Educação ( MEC) informou que "não comenta o mérito do livro" e que a obra foi escolhia por um total de 4.236 escolas como a "mais apropriada a cada contexto".

Em nota divulgada pelo Ministério, a autora se defendeu: "correto e incorreto no uso da língua deve ser substituída pela ideia de uso da língua adequado e inadequado, dependendo da situação comunicativa".

Ou seja, utilizando-se da norma culta, esse livro do MEC ensinará a seu filho não usar a norma culta. Resultado: para passar no vestibular nossas crianças - vítimas do Ministério da Educação petista - precisarão de uma cota para Inguinoranssa.

Mas o que podemos esperar quando o povo, na hora de votar, só leva em consideração o dinheiro do "bolsa esmola".


18 comentários:

Eu me sinto muito bem quando alguém me corrige algum erro de português, não sei qual é o mal numa correção.

Antes de ficar revoltada com o tal "Quiti Inguinoranssa" não pude deixar de rir lendo seu texto sobre o "Preconceito Linguistico" !! Ao ver as primeiras notícias sobre este tema não pensei que fosse verdade, ou que pudesse ser implementado... Cruzes!! O PT não quer deixar pedra sobre pedra: é política da terra arrasada .... Parabéns pela sua excelente abordagem deste absurdo, Edson!

Maximiano, esse é o problema, para eles, não se pode corrigir pois isso traumatizaria a criança.

E outra noção que está no fundo disso tudo é o favorecimento da espontaniedade. Depois da fase racionalista da Revolução, agora surge sua faze tribalista onde quem manda são os instintos.

Obrigado Marina pelo elogio. Com esse livro eu me pergunto: para que serve então a escola?

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK......................

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK......................!!!!!

Pois é Edson. A coisa é feita desta forma porque o homem afastado da fé e animalizado, é mais fácil de ser escravizado (principalmente pelas potências infernais).
O interessante é que as forças que fizeram a revolução francesa, popularizaram o ensino da leitura e da escrita e agora passaram a demolir este ensino, pois ele não convém mais aos seus interesses inconfessáveis de dominação.Agora que demoliram a muralha, passam a arrombar a porta do castelo.
Este é um jogo perigoso que bem pode se voltar em seus resultados, contra os corrompedores da antiga ordem social, caso as coisas saiam de seu contrôle.
Tenho uma dúvida;será que o corretor ortográfico, o lápis borracha, o dicionário e a gramática deixarão de existir?
Pode ser que desapareçam da vida do povo, mas um pequeno grupo de revolúcionários os conservará para seu uso, como um privilégio da elite detentora do conhecimento que propiciará o contrôle sobre os mais simples.
O que acha?
E se faltar pão, e se faltar circo?
Não sei!
Sei somente que a virtude do céu, não faltará.

"Tenho uma dúvida: será que o corretor ortográfico, o lápis borracha, o dicionário e a gramática deixarão de existir?"

Pelo jeito, esses objetos serão vistos como armas de "opressão" da classe dominante.

Outro fato é que para essa gente não é mais a escola quem deve ensinar ao aluno, mas é a escola quem deve procurar justificar os erros dos alunos. É por isso que ninguém mais reprova de ano nos colégios.

Penso que esse tipo de livro é um bom argumento a favor do "homeschooling", principalmente porque a obra foi chancelada pelo MEC. A propósito, dei muita risada com o artigo e é uma pena que os seguidores da cartilha do MEC, num futuro bem próximo, não saberão dar risada de uma ironia como a que está expressa no texto ora comentado, pois não conseguirão sequer percebê-la. Falarão: "Ué, purqué essi cara tá ponhando entri aspas 'Quiti Inguinoranssa', si é açim qui se iscreve mesmu?".

Não sei de onde tiraram esse tal "preconceito linguístico" que, na prática, nunca presenciei na convivência diária com diversas pessoas dos mais diversos graus de cultura ou escolaridade.
Aos que apóiam a publicação do livro , vejam o que escreveu o escritor DEONÍSIO DA SILVA (Acessem o link, vale a pena):
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/os-aiatolas-da-linguistica-insistem-na-vigarice-lucrativa-e-levam-mais-um-troco-do-escritor-deonisio-da-silva/#comments

Acho que os linguistas que se dizem brasileiros, estão acanhados demais nos avanços que propõe para o nosso idioma. No ano passado, suprimiram o trema e os acentos diferenciais; agora vem propor a troca do idioma português pelo paulistês. É muito pouco para um povo que está pronto para conquistar o mundo (pelo menos é o que dizem).
É hora de darem um passo mais ousado! Se quiserem deixar seus nomes na história, porque não surpimem logo todas as letras do alfabeto, trazendo para o brasil a glória de ser o único país do mundo a eliminar totalmente o analfabetismo. O preconceito linguístico também seria extinto porque, se não existirem letras, não existirão analfabetos, ora pois! Pode parecer brincadeira, mas estamos no caminho.

Com estes comentários, todos demonstram a maior ignorância a respeito da própria Língua Portuguesa, a respeito dos Parâmetros Curriculares Nacionais e sobre o próprio conceito de língua. Saibam que nossa língua se modifica com o tempo, e que várias palavras que hoje são consideradas como norma, antes eram variações na linguagem popular. Se nenhum de vocês estudou sobre variações regionais, Línguagem padrão e linguagem popular, isso é triste, porque TODOS OS LIVROS DE GRAMÁTICA desde o governo de Fernando Henrique Cardoso ensinam isso. O preconceito linguístico deve ser erradicado, para que idiotas como vocês não anulem os direitos que todos possuem de usar a língua. E o mais importante: este livro não ensina a falar errado, ele mostra um fenômeno comum da fala do brasileiro. BURROS E IGNORANTES são vocês, bando de preconceituosos sem cultura!

É um absurdo o que esse governo dilma está fazendo com o Brasil!! Ela é burra mesmo, ainda bem que existe a net, pois pessoalmente chamar a presidenta de burra daria cadeia. HEHEHEHEHE, BURRRAAAAA!!!!!!

Queridos participantes, infelizmente neste País comete-se o crime de ¨matar o Português¨ a cada dia! Não o cidadão lusitano e sim nossa língua adotada pela colonização! Bem feito para eles!!! Quem mandou enviar um bando de ¨párias¨ para colonizar nosso País! Mas. como diz um nobre amigo meu: ¨o excremento depois de obrado, não retorna a origem,,,¨ , devemos defender com ¨unhas e dentes¨ nossa língua pátria! Como faço parte ¨daselites" do Lula ( e eu que achava o termo escrito por eles "aselites" como ser uma dona de bordel ou filho dela ou mesmo, um indivíduo monstruoso!) com tamanha ênfase que este sr. se referia! É lamentável o ponto a que chegamos! Com a sua sucessora na presidência deste nosso querido País, o que estava ruim está para se tornar pior. Não quero me alongar neste discurso escrito pois. ¨choverei no molhado¨, então só tenho como complementar que devemos tomar VERGONHA NA CARA, DEIXAR DE LADO NOSSO COMODISMO E ACORDAR!!!! Se esta corja de biltres e ladrões estão acabando com nossa casa e, pedimos apoio à polícia e a mesma não se manifesta, então vamos defender nossa casa nós mesmos! Não com violência mas, sim, com aquilo que temos INTELIGÊNCIA E DIGNIDADE! Não teremos apoio da maioria "abestalhada" e nem da nova classe média do Lula, mas, tenho fé que "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura¨! O estrago é gigantesco mas, não é impossível de ser reparado! Vamos tomar ATITUDES URGENTES, antes que seja tarde demais ou, tenhamos um regime bolivariano (eca!!!) em nosso querido País!
Espero estar dirigindo estas para os verdadeiros brasileiros!!!! ACORDA BRASIL!!!

O preconceito linguístico é só mais uma forma de interromper a comunicação com as pessoas. Só por eu ter estudado isso não quer dizer que eu não vá me comunicar com as pessoas que não falam o português corretamente. Nãos e esqueçam que o ser humano pré-histórico soltavam apenas alguns grunhidos, se nivelarmos como nos comunicamos hoje, e mesmo assim eles nos deixaram legados imensos sobre quem foram, por inscrições rupestres por exemplo.

Ser preconceituoso é uma opção!