Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Ditadura europeia: “Não queremos populações que iniciem oposição ao ‘casamento’ homossexual”

Autor: Edson Oliveira   |   11:08   5 comentários



A notícia é antiga, mas o assunto é relevante. Segundo informa o blog Talpa Bruxelliensis (8/9/2010), duas intervenções de Viviane Reding (foto acima), vice-presidente da Comissão Europeia e Comissária para Justiça, Direitos Fundamentais e Cidadania, no plenário do Parlamento Europeu, representam uma séria ameaça para as famílias europeias e a instituição do matrimônio tradicional.

Viviane Reding defendeu, naquela sessão consagrada ao debate sobre o "casamento" homossexual e a sua respectiva legislação diversificada nos países membros da União Europeia, que "se você vive em uma parceria ou 'casamento' homossexual legalmente reconhecida em um país A, você tem o direito - e que é um direito fundamental, diz ela - de aproveitar esta situação e a de seu parceiro no país B... Se não, isso é uma violação das leis da União Europeia".

Sobre o "casamento" homossexual, Reding ressaltou que “a maneira de olhar o tema não é o mesmo em toda a Europa" e que "para alguns Estados-Membros esta é uma questão política e social muito delicada".

Por isso Reding sugere um avanço "com cautela". "Nós temos, continua ela, que fazer, passo a passo, com que os Estados-Membros resistentes aceitem as regras gerais, porque o que não queremos é ter populações que iniciem oposições ao ‘casamento’ entre homossexuais e ao reconhecimento dos seus direitos".

"Então temos que avançar passo a passo" e "levar os Estados-Membros a aceitar as regras," insistiu Viviane Reding, destacando que isso vai acontecer "agora e não em cinco ou dez anos". Mas a comissária reconhece que uma lei aceita pelos políticos necessariamente não significa uma aceitação da opinião pública de seus países e diz que não sabe se haverá uma "mudança de mentalidade nos diferentes Estados-Membros".

Viviane Reding lança ainda uma ameaça. Se não houver entendimento legislativo entre os países para favorecer o “casamento” homossexual, então, “medidas mais duras devem ser aplicadas".

A ditadura do vício é aonde se chega quando os povos, como a Europa, recusam suas raízes cristãs e o governo da virtude, fruto do sangue redentor de Cristo. Agradecemos ao blog Talpa Bruxelliensis (toupeira de Bruxelas) que andando pelo subterrâneo da capital da União Europeia nos trouxe à luz do dia mais uma iniciativa anti-cristã.

_________________________________________

TopBlog 2011

A primeira fase do prêmio TopBlog 2011 se encerrará no próximo dia 10 de outubro onde serão selecionados os 100 primeiros blogs de cada categoria que continuarão no segundo turno.

Estamos entre os 30 mais votados na categoria Política. Enfrentamos adversários fortes da esquerda e por isso contamos com a ajuda dos leitores. Para votar, basta clicar aqui.

5 comentários:

VOCÊS JÁ VIRAM DE QUAL PARTIDO ESSA SENHORA LOUCA PERTENCE?

NÃO?!

Christian Social People's Party

QUE VÁ PARA O INFERNO MULHER!

RENATO LIMA

Renato, segue abaixo um trecho da entrevista do Duque Paul von Oldenburg, responsável da Federação Pro-Europa Christiana, à revista Catolicismo (abril, 2011) sobre a interpelação que a instituição fez a esse Partido Democrata Cristão, CSV (Chrëschtlech Sozial Vollekspartei):

"No fim do ano passado, organizamos uma interpelação ao primeiro-ministro Juncker, líder do CSV, o Partido Democrata Cristão do Luxemburgo, no poder desde a Primeira Guerra Mundial. Nessa interpelação denunciávamos que o programa atual do partido era contrário ao seu nome “cristão”, uma vez que, em fins de 2008, havia imposto a legalização da eutanásia — que o Grão-Duque se negou a assinar, sendo por isso despojado de parte de seus poderes. E agora, além de querer piorar a lei do aborto, pretendia ainda reconhecer o chamado casamento homossexual e estabelecer a adoção simples de crianças por “casais” do mesmo sexo. Acrescentávamos que essas medidas legislativas abririam um conflito religioso no Grão-Ducado, porque os cidadãos (católicos na sua imensa maioria) teriam de escolher entre obedecer à Lei de Deus ou obedecer à lei iníqua dos homens. Então, uma de duas: ou o partido eliminava o qualificativo “cristão” de seu nome, ou reformava seu programa.

"Enviamos o texto da interpelação para a metade dos lares de Luxemburgo — cuja população excede de pouco meio milhão de habitantes — e para a zona rural, onde vive a parte mais conservadora da população, que vota tradicionalmente no CSV. A divulgação teve tanta repercussão, que a principal emissora de rádio e televisão do Luxemburgo (a RTL, que por sinal é a maior rádio da Europa) entrevistou-me e deixou a notícia de nossa interpelação durante 48 horas entre as principais novidades de seu site. Jean-Claude Juncker não respondeu, mas também não prosseguiu com suas iniciativas".

As comunistas, feministas e afins são todas masculinizadas e feias.

Deus nos livre desses "cristãos de meia-tigela" como do partido dessa senhora.
E que projeto de engenharia social, heim?

"Nós temos, continua ela, que fazer, passo a passo, com que os Estados-Membros resistentes aceitem as regras gerais..."

Ou seja, ou implantam o que querem rápido ou vão "passoa a passo" vencendo as "resistências", e construírem um "novo mundo"...
Deus nos guarde desses lobos em pele de cordeiro! E também dos lobos em pele de lobo!!