Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Protesto na Polônia contra a remoção do crucifixo do parlamento

Autor: Edson Oliveira   |   17:36   3 comentários

Sejm, Parlamento Polonês, Cruz, Crucifixo,Janusz Palikot

Meus amigos poloneses Grzegorz Pabijan e Maciej Maleszyk estão organizando na Polônia um protesto contra uma iniciativa parlamentar que visa remover o modesto crucifixo do Sejm (equivalente a nossa Câmara dos Deputados).

(Figura acima: no banner do site de protesto, uma cruz é fincada em cima do símbolo do partido Ruch Palikot.)

O pedido para tirar a cruz foi feito pelo partido Ruch Palikot (RP), fundado pelo anticlerical e libertário Janusz Palikot, alegando que o símbolo da Polônia é a águia branca e que a cruz foi colocada só depois da queda do comunismo. O partido de Palikot também defende abertamente o aborto, a legalização das drogas, o "casamento" homossexual, a dissolução do Senado e o fim da educação religiosa nas escolas públicas.

Sejm, Parlamento Polonês, Cruz, Crucifixo,Janusz Palikot
O modesto crucifixo em cima da porta
à esquerda do parlamento polonês
tornou-se alvo do partido anticlerical
Ruch Palikot (RP)
O partido conservador Direito e Justiça (PiS) anunciou que fará oposição à proposta e defenderá a manutenção do crucifixo ao lado da águia branca. "Não devemos ter vergonha de ser católicos, de ser uma nação de maioria católica. Cada nação tem a sua própria tradição e se alguém a quer eliminar, quer eliminar a nação", disse Jaroslaw Kaczynski, chefe do PiS, à AFP.

Para o moderado Donald Tusk, primeiro-ministro da Polônia, "o RP corre o risco de escarnecer do seu 'slogan' de um Estado moderno, se quer começar uma guerra contra a cruz".

"A cruz não é um partido nem um símbolo político, mas um sinal de Jesus Cristo", diz o texto do protesto que pode ser assinado e enviado pelos internautas ao deputado Janusz Palikot através da página Protestui.pl. Até o momento, já foram cerca de 30.000 mensagens enviadas.

3 comentários:

Que coisa, e olha que na Polônia os católicos representam 95% da população.

O chato é que aqui ocorreu algo semelhante: Quando "Dilmão" manteve o golp., digo venceu as "eleições", removeu uma Bíblia e um Crucifixo do seu gabinete em nome da ditadu., digo DEMONcracia.

É isso aí, temos que fazer isso aqui no Brasil também, afinal, estamos num país laico, quem quiser coloque os símbolos religiosos na sua casa.