Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, sábado, 8 de outubro de 2011

Rafael Bastos me fez ver o quanto Chico Anysio era engraçado

Autor: Edson Oliveira   |   22:43   6 comentários

Ainda sobre Rafael Bastos, depois da matéria publicada neste blog, recebi vários e-mails com vídeos de apresentações desse "humorista". Pois bem, depois de ver os dois primeiros que me enviaram, simplesmente desconsiderei os demais. É pura apelação à baixaria e nem valia a pena perder tempo.

Do ponto de vista do humor, após assistir a esses vídeos, confesso que comecei até a achar graça no Chico Anysio que mantinha, tempos atrás, um programa na Globo chamado "Escolinha do professor Raimundo", ao qual meu pai assistia todo dia e que eu, menino ansioso por algo mais interessante, acompanhava os risos do meu pai - mas não sabia disfarçar direito e saia aquele tipo riso amarelo em que os olhos desmentem os lábios - toda a vez que o Prof. Raimundo (Chico Anysio) falava no final do programa "E o salário... oh!" (foto acima). Ao ver esse programa, eu me sentia tão entusiasmado como quando meu professor de matemática tentava explicar para nossa turma como achar a equação do plano mediador de [AB], em que A(xA,yA,zA), B(xB,yB,zB) e P(x,y,z). Não sei se deu para sentir o drama. 

Bom, mas o que me levou a escrever este post é a entrevista publicada no IG com Rafael Bastos. O IG é o mesmo site que até agora se nega a publicar a nota do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira - nem mesmo o link - desmentindo uma matéria caluniosa do canal de notícias Último Segundo.

O interessante é que o IG, que não cumpre com seu dever jornalístico, achou graça do tapa na cara que levou do "humorista" Rafael Bastos e publicou as respostas dele à entrevista que seriam consideradas como humilhantes para qualquer jornaleco.

Reproduzo aqui a entrevista para que os leitores possam ver tanto o nível jornalístico do site IG quanto o "humor" "inteligente" e "criativo" de Rafael Bastos.

***

A reportagem do iG entrou em contato com a assessoria de imprensa do humorista para pedir uma entrevista sobre a atual situação dele na TV e o desgaste que sua imagem teria sofrido depois da polêmica.

iG: Você acha que sua imagem ficou desgastada? Se sim, como você pretende administrar isso?
Rafinha Bastos: Bolo de laranja: 1/2 xícara (chá) de óleo, 3 cenouras médias raladas, 4 ovos, 2 xícaras (chá) de açúcar, 2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo e 1 colher (sopa) de fermento em pó. Respondo com o maior prazer.

iG: Como fica a sua relação com a Band daqui para frente?
Rafinha Bastos: Bata no liquidificador primeiro a cenoura com os ovos e o óleo, acrescente o açúcar e bata por uns 5 minutos.

G: Você perdeu dinheiro após o episódio Wanessa?
Rafinha Bastos: Depois numa tigela ou na batedeira, coloque o restante dos ingredientes misturando tudo, menos o fermento.

iG: Acha que todo esse bullying contra você é um falso moralismo? É difícil ser comediante no Brasil?
Rafinha Bastos: Asse em forno pré-aquecido (180ºC) por 40 minutos.

iG: Analisando agora, acha que foi de fato agressivo nas piadas com Wanessa e Daniela Albuquerque? Se encontrasse a Wanessa hoje pediria desculpa?
Rafinha Bastos: Pronto. Se delicie com seus amigos.

6 comentários:

O jeito é esperar a justiça divina. Steve Jobs levou o dele, comprou tudo, menos a Deus e ao câncer

Ana, dizem que a justiça tarda mas não falha.Acontece também de vir rápida e certa, como à cavalo.Então eu já me dou por satisfeito e de novo anseio pela paz.

Não sei, não!

Ainda acho que esse tal Rafinha Bastos vai falar que está sendo perseguido por ser judeu.

Renato Lima

Ele pediu demissão da Band.

http://outrocanal.folha.blog.uol.com.br/arch2011-10-09_2011-10-15.html#2011_10-11_15_22_38-158799918-0

Se alegar perseguição por ser judeu, joga-se na cara dele TODA A PERSEGUIÇÃO AOS CATÓLICOS!

Já que estamos falando sobre Judeus...
Polícia Federal faz operação contra a máfia israelense:
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/987046-pf-deflagra-operacao-para-desarticular-mafia-israelense-no-pais.shtml

Detetive, desculpe n tinha visto que vc me citou.

Isso mesmo, a justiça tarda mas n falha! A divina, claro!
A paz virá pela lança, citando mais ou menos santa Joana D"arc. abraço