Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, quarta-feira, 30 de novembro de 2011

"Lei da Palmada" e interferência estatal na família

Autor: Edson Oliveira   |   16:32   5 comentários


Parece que o argumento de que a aprovação da "Lei da Palmada" (PL 7.672) será uma intromissão do Estado na família é o que mais incomoda os promotores desse projeto de lei de iniciativa do Governo Federal, pois ad nauseam negavam esse perigo.

Mas agora que a "Lei da Palmada" será colocada em votação e pode ser aprovada, o jogo começa a aparecer mais claramente.

Segundo o blog da deputada Teresa Surita (25/11/2011), relatora do projeto, "Estado não vai interferir na educação das famílias, mas que elas terão a obrigação de saber como educar a família dentro de “limites aceitáveis” (o negrito é meu).

Entendeu a tática?

Vou explicar, em uma primeira fase, quando é necessário acalmar a opinião pública, simplesmente se nega as objeções contrárias como loucas e descabidas. Depois, quando a Lei estiver para ser aprovada, então é só acrescentar uma conjunção coordenativa adversativa "mas" logo depois mesma oração que antes se usava para negar o argumento contrário, não esquecendo, é claro, de colocar uma vírgula antes do "mas".

Bom, agora surge a pergunta. E o que acontecerá com as famílias que não cumprirem essa "obrigação" e continuarem a aplicar pequenas correções físicas aos seus filhos?

Como afirmou o juiz  Reinaldo Cintra, não adianta falar que a nova lei será apenas educativa e não punitiva. "É claro que vai ter uma consequência para os pais, uma sanção. Senão, não era lei", afirmou Cintra (confira aqui).

Esse é o jogo das "modernas" democracias.

5 comentários:

É justamente por esta educação de maus tratos que a criminalidade esta como esta,ouve-se dos pais,"vou te matar,vou te cortar a cabeça,vou te dar uma paulada" e por ai vai,a criança cresce achando que tudo isto é normal.Palmada em mulher é crime Lei Maria da Penha.Em criança seres muito mais indefesos é normal.

Mais uma tentativa comunista de impor leis de países totalitários, onde o governo traz para sí a tutela das crianças para "educação" e DOUTRINAÇÃO IDEOLÓGICA, aumentando assim sua massa de manobra e contribuindo, juntamente com o kit gay, para a desitegração das famílias brasileiras!

Que abominação, o anonimo lá em cima está defendendo a "palmada" - ou seja, a violência - em mulheres.
Veja o que ele diz: "Palmada em mulher é crime Lei Maria da Penha.Em criança seres muito mais indefesos é normal."
Só não vê quem não quer.

LEI DA PALMADA.

Ao que parece estamos caminhado para uma vitoriosa e indiscutível forma de "educar nossos filhos e crianças". Que é a de proteger, por decreto-lei, os indefesos em relação aos pais que as querem educar através de agressões, ditaduras e forças físicas.

Num passado poderíamos até compreender tais agressões como instrumento de correção e doutrina, isso em razão de não existir informação inerente para aqueles que só encontravam nas palmadas, castigos severos e psicológicos uma forma equivocada de passar bons ensinamentos e comportamentos pessoais e sociais.

Porém, nos dias de hoje essas informações e formações jorram por todas as mídias em um imenso manancial de conhecimentos quantitativos e qualitativos.

Até por que se "palmadas de amor" educassem sem efeitos colaterais e nocivos, não haveriam lágrimas daqueles que as recebem.

Pois, quando um pai ou mãe opta pela agressão, esta – subtextualmente – agredindo sua própria ausência de sensibilidade e incompetência de amar, verdadeiramente, seu filho (s).

Uma reflexão aos pais que acreditam na imposição da violência...

"Se teu filho nascesse sem os braços ou as pernas, você agiria dessa maneira, ainda sim"?

Cecél Garcia

VOCÊS SAÕ CONSERVADORES E "ASSINAM EM BAIXO" DO ELOGIO QUE A LEITORA FAZ À LEI DA PALMADA? VCS SÃO SIM É UNS FDP. JÁ PENSARAM NAS CONSEQUÊNCIAS DESSA LEI EM TODO O SEU ALCANCE?