Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Vídeo: baderneiros da Unesp impedem palestra de príncipe brasileiro

Autor: Edson Oliveira   |   11:13   7 comentários

Exemplo típico da decadência do ambiente universitário foi o ocorrido na Unesp, em Franca, no último dia 28, onde baderneiros impediram que o Príncipe Imperial do Brasil, Dom Bertrand de Orleans e Bragança, fizesse uma palestra sobre "o papel da família real brasileira na formação do país".


Os manifestantes acusaram o príncipe de fascista ao mesmo tempo que utilizaram-se de um recurso fascista para impedir a palestra. Aliás, chamar de fascista quem é de direita revela outro ponto de decadência intelectual de quem ou tem má fé ou não entende nem a origem nem o significado real da palavra.


Segundo Carta Capital, para o o aluno de História e membro do Diretório Acadêmico da Unesp, Thiago Rodrigues, a intenção da ação era debater o interesse de convocar Bertrand. "Queríamos entender a razão para convocar para o ambiente universitário uma pessoa que é contra a reforma agrária como o príncipe de Bragança e seu amigo próximo, o jornalista José Carlos da Sepúlveda da Fonseca, que apoiou a marcha da Tradição, Família e Propriedade e o golpe militar de 1964?", disse o estudante.


Pelo jeito, não só o ambiente está em decadência, mas a própria capacidade dos alunos universitários de aprenderem qualquer coisa que seja. Se acreditarmos nas demagogias do tal estudante, precisamos aceitar que José Carlos da Sepúlveda da Fonseca fundou a TFP quando tinha um ano de idade e que aos quatro apoiou a referida marcha que o estudante demonstrou nem sequer saber o nome correto: "Marcha da família com Deus pela liberdade".

O fascismo pregava o controle total do Estado sobre a sociedade e esse aluno - "anti-fascista", é claro - defende o total controle da universidade pela ideologia de esquerda. Daí a incompreensão dele - que julga justíssima - ao saber que uma pessoa contra a reforma-agrária foi convidada para palestrar na Unesp.

Aliás, ele disse que o objetivo era debater, não? Então vejam os argumentos intelectuais da futura "elite democrática" brasileira, que cujo modo de debater lembra o famoso slogan fascista: “verdade é tudo aquilo que o mais forte consegue impor”.

7 comentários:

O Brasil não tem "principe". O Brasil é uma República, que aboliu a monarquia há quase dois séculos. Essas alegorias vivem de sonhar, já que não trabalham...

Dizem tanto a respeito de dialogo, por que então não se dialogam com o Príncipe. Se é através da força de os comunistas gostam, deixem eles sentir a Santa Ira de Deus. Com um príncipe não se brinca, muito mais falando de Dom Bertrand.

Quanta qualidade de vida, desenvolvimento e fartura tivemos com a República, não? Só imbecis para desrespeitarem assim um Prícipe!!! Não estamos na democracia, onde qualquer pessoa tem o direito de expressar? Por que não dar voz ao Príncipe?

"Santa ira de Deus"...que bobagem...pois, sendo Deus todo poderoso, irado seria capaz de tudo, ou de qualquer coisa. Deus é amor. A ira é a manifestação dos fracos, dos pecadores, dos frustrados. Deus não é nada disso. Foi Deus quem iluminou os caminhos do Brasil para ser, ao invés de uma simples Colônia, desumana e explorada por meia dúzia de sanguessugas, viesse a ser uma das nações mais respeitadas. O "Príncipe" deve recolher-se aos fatos e cair na realidade.

Nossa! Que absurdo! Por que este pessoal se manifesta com tanta ira contra o príncipe?! Independente se o Brasil é uma republica, ele continua sendo príncipe, pois se fosse monarquia ele seria Imperador (no caso concreto Dom Luis, seu irmão). Cadê a liberdade de expressão? Não respeitam as opiniões dos outros? Esta situação nos lembra a China comunista ou Cuba, que ninguém pode se expressar livremente! Pelo menos na monarquia tinha-se essa liberdade de expressão ao ponto de até a imprensa da época fazer caricatura do próprio Imperador.

Caro Ranieri, Deus é amor, mas não é nenhum ursinho carinhoso não... Deus é amor, mas isso não significa que ele seja bobo. Deus é amor, é cheio de bondade, mas Deus também é justiça, não é um Deus que passa a mão na cabeça das pessoas. Existe sim uma ira santa. Deus também se irrita, há momentos na Bíblia que Ele manifestou sim sua ira, principalmente quando a humanidade o ofendia, quando a maldade crescia na terra. Ou você acha que Deus não fica irado quando as pessoas cometem injustiças, fazem maldades? Se a gente se revolta contra a maldade humana, quanto mais Deus!

E desde quando o Brasil é uma das nações mais respeitadas? Isso é o que você pensa! Você fala assim porque não sabe o que os estrangeiros falam do Brasil. E o Brasil já deixou de ser uma nação respeitável há muito tempo, meu caro. O Brasil há muito tempo deixou de ser uma democracia, porque pelo jeito, as pessoas não têm o direito de se expressar livremente neste país, só a esquerda. Neste país vive estourando escândalo de corrupção, e o povo nem liga, só se pensa em futebol, em novela, em sexo, em carnaval, desde quando este país é uma nação séria? Conversa fiada!

Ou seja, Deus castiga sim os pecadores, caro Ranieri.