Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

A paz entre os Lobos e as Ovelhas

Autor: Paulo Roberto Campos   |   16:14   6 comentários

Assinatura do tratado de paz entre lobos e ovelhas...

Um leitor de nosso blog, JERRY CTBA, sobre o post "FAMILIAFOBIA — Agressão praticada pelo movimento homossexual contra a 'Cruzada pela Família'” enviou-nos um comentário (abaixo transcrito) crítico e severo. Após o mesmo, vai a minha réplica.
“Cara, o que precisamos não é diversidade, mas sim unidade. Não teria acontecido aquela briga em Curitiba, com direito a pedrada, se procurassem a unidade. Se um não está de acordo com o outro não precisa sair pelas ruas, como vc escreveu: “difundindo obras em defesa da família, que discorrem sobre a doutrina católica que condena o aborto, o “casamento” homossexual, a eutanásia, o kit homossexual nas escolas etc." 
“Cada macaco no seu galho! Cada um que fique no seu canto. Não existe um lado bom e outro lado mau. Um lado errado e outro certo. Se um lado procurasse o outro para fazer as pazes, todos viveriam felizes e em concórdia, não haveria mais guerras. Nada disso de ser pró algo, ou contra algo. Cada um que fique na sua. Nada de ficar uns hostilizando os outros.  
“O que precisamos é de PAZ E AMOR! Por que vcs não procuram o outro lado para fazer um acordo de paz? Garanto que não mais seriam hostilizados e desse jeito viveriam tranquilos, sem o perigo das pedradas. rsrsrsrsrs  
“O tempo da Cruzada já era, cara! Ou vc ainda está na Idade Média? Se vc estiver na Idade Média não vai publicar o meu comentário. Vai excluir este comentário, né?”  
> JERRY CTBA 

Jerry, como você pode ver, eu não excluí o seu comentário... E o motivo para publicá-lo não é porque não admiro a Idade Média — a época de ouro da Cristandade. É porque eu a admiro tanto, que não poderia deixar de replicar o seu comentário...

Mas, para ser breve, entro direto no ponto central de sua objeção. Nota-se que você tem uma noção muito equivocada do conceito de PAZ. Santo Agostinho brilhantemente a definiu: “A PAZ É A TRANQUILIDADE NA ORDEM”. Logo, não pode haver paz na desordem. Qual foi o motivo do confronto ocorrido em Curitiba? — A defesa da posição católica segundo a qual o “casamento” homossexual é uma profunda desordem, porquanto antinatural.

Daí a razão daquela campanha dos jovens do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira: uma ação na opinião pública visando a uma restauração da ordem na sociedade, ou seja, o restabelecimento da “Paz de Cristo no Reino de Cristo”. Daí também o apoio que eles receberam dos curitibanos. Aqueles jovens só foram hostilizados por pessoas que querem viver na desordem. E que se continuarem a viver desordenadamente, não alcançarão a PAZ verdadeira. Afinal, Deus criou Adão e Eva, e não Adão e Ivo...


Jerry, sua objeção fez lembrar-me de uma fábula (entre parênteses, asseguro-lhe que ela não foi escrita na Idade Média...) e acho que ela poderá responder-lhe adequadamente. Assim, passo a palavra ao autor, nada menos que La Fontaine. Ela intitula-se “Les Loups et les Brebis” e foi publicada em 1668. O poeta francês Jean de la Fontaine nasceu em 1621 em Château-Thierry e morreu em Paris, em 1695.

Se você ler a fábula até o fim, não precisarei responder mais nada, pois tudo está subentendido. Sobretudo leia e releia a conclusão, tirando depois a moral da história. Mas, se desejar, estou aberto à sua eventual tréplica, como um cavaleiro medieval...

Os lobos e as ovelhas

“Depois de mil anos e mais de guerra declarada, 
Os lobos fizeram a paz com as ovelhas. 
Era, aparentemente, a felicidade dos dois partidos:  
Pois, se os lobos comiam muita rês extraviada,  
Os pastores, da pele deles, para si faziam muitos trajes.  
Jamais havia liberdade, nem para as pastagens,  
Nem, de outro lado, para as carnificinas:  
Não podiam usufruir de seus bens senão tremendo.  
A paz se concluiu, portanto; trocam-se os reféns:  
Os lobos entregam seus lobinhos; e as ovelhas, seus carneirinhos. 

Sendo a troca feita nas formas habituais,  
E ajustada por comissários.  
Ao fim de algum tempo, quando os senhores lobinhos  
Se viram lobos perfeitos e ávidos de matança,  
Valem-se do tempo em que, no redil,  
Os senhores pastores não se achavam, 
Estrangulam metade dos cordeiros mais gordos  
Agarram-nos com os dentes e se retiram para os bosques. 
Haviam eles avisado sua gente secretamente.  
Os carneiros, que, sob a palavra deles, repousavam confiadamente,  
Foram estrangulados dormindo.  
Foi isto feito tão rapidamente, que eles mal sentiram;  
Foram todos feitos em pedaços; nem um só escapou.

Podemos concluir disto  
Que é preciso fazer aos maus guerra contínua.  
A paz é bastante boa em si mesma;  
Concordo: mas de que serve ela  
Com inimigos sem palavra?” 

A VERSÃO ORIGINAL EM FRANCÊS:

Les Loups et les Brebis

“Après mille ans et plus de guerre déclarée,  
Les Loups firent la paix avecque les Brebis,  
C’était apparemment le bien des deux partis:  
Car, si les Loups mangeaient mainte bête égarée,  
Les Bergers de leur peau se faisaint maints habits.  
Jamais de liberté, ni pour les pâturages,  
Ni d’autre part pour les carnages:  
Ils ne pouvaient jouir qu’en tremblant de leurs biens.  
La paix se conclut donc; on donne des otages:  
Les Loups, leurs Louveteaux; et les Brebis, leurs Chiens.  

L’echange en étant fait aux formes ordinaires,  
Et réglé par des commissaires.  
Au bout de quelque temps que messieurs les Louvats  
Se virent loups parfaits et friands de tuerie,  
Ils vous prennent le temps que dans la bergerie  
Messieurs les Bergers n’étaient pas,  
Étranglent la moitié des Agneaux les plus gras,  
Les emportent aux dents, dans les bois se retirent.  
Ils avaient averti leurs gens secrètement.  
Les Chiens, qui, sur leur foi, reposaient surement,  
Furent étranglés, en dormant,  
Cela fut sitôt fait qu’à peine ils le sentirent;  
Tout fut mis en morceaux; un seul n’en échappa.  

Nous pouvons conclure de là  
Qu’il faut faire aux méchants guerre continuelle.  
La paix est fort bonne de soi;  
J’en conviens: mais de quoi sert-elle  
Avec des ennemis sans foi?” 
_____________
(http://www.histoire-en-ligne.com/spip.php?article727)

São Paulo, segunda-feira, 28 de janeiro de 2013 São Paulo, sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Tal o Mestre, tais seus discípulos

Autor: Marcos Luiz Garcia   |   19:05   1 comentário

Não há quem não se indigne até o máximo assistindo o vídeo postado no site do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira sobre a covarde agressão perpetrada por um grupo de agitadores pró-homossexuais de Curitiba, contra os caravanistas da Cruzada pela Família.

Palavrões, gestos obscenos, gritos, zombaria, escarros, agressão física sangrenta, provocações as mais insultantes por parte desses agitadores não conseguiram, entretanto, vergar a presença de espírito, a prudência, a determinação e a coragem dos valorosos caravanistas.

O êxito indiscutível que a campanha contra o aborto e a agenda homossexual vai adquirindo junto à opinião pública faz compreender a “perda das estribeiras” por parte do lobby homossexual e seus orientadores. A imensa maioria dos brasileiros não só não se simpatiza com a agenda homossexual como lhe é contrária. Daí o grande apoio que vem recebendo a campanha.

Tratava-se pois, para os defensores da agenda homossexual, de desdourar a imagem brilhante da caravana e dos caravanistas do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira com um monstruoso ataque. Quantas considerações poderiam ser feitas em face de uma situação caracterizada por um confronto de posições tão opostas. E várias, muito a propósito aliás, já foram feitas.

Uma consideração que se pode acrescentar à gloriosa panóplia é a da semelhança de situação com o Divino Salvador entregue nas mãos dos verdugos.

De um lado os que professam publicamente a autêntica Fé católica pregada por Nosso Senhor Jesus Cristo. De outro lado, uma minoria atrevida ao extremo, defendendo abertamente pecados que ofendem diretamente os preceitos de Nosso Senhor e de Sua Santa Religião.

Os defensores da Lei de Deus, sob o impacto da torpe agressão, se viram isolados, encontrando apenas na sua confiança e espírito sobrenatural, o apoio para manter corajosamente alta a condição, que vai se tornando cada vez mais evidente, de verdadeiros confessores da Fé.

Quanto aos opositores da Lei de Deus, um ódio e um atrevimento, apesar de seu número insignificante, nascidos do respaldo que recebem de quem lhes permite fazer o que bem entendam, sem o menor risco de sofrerem consequência alguma.

O que será do Brasil se a agenda homossexual vencer?

O vídeo também dá ocasião dos brasileiros fazerem uma ideia. Contemplando o quadro de Nosso Senhor sendo zombado por um soldado, composto por Carl Bloch (ver imagem acima), não há exagero em afirmar que vivemos uma situação, por alguns aspectos, muito semelhante. O mesmo ódio, o mesmo ímpeto de agressão, a mesma sanha do carrasco contra Nosso Senhor é vista na agressão sofrida pelos caravanistas.

Por outro lado, a mesma calma, a mesma mansidão, a mesma distância psíquica, e por que não dizer, embora em nível muito menor que a do Salvador, mas reflexo sublime dela, a mesma superioridade está expressa nas fisionomias dos caravanistas. Uma espécie de “aura dourada” sobrenatural envolveu de modo saliente os caravanistas, isso salta aos olhos vendo o filme. É comovente contemplar essa aura, pois ela é o galardão prometido por Nosso Senhor quando disse no sermão das bem-aventuranças:

“Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da Justiça, porque deles é o Reino dos Céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem, perseguirem e mentirem, dizendo todo mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande vosso galardão nos céus, porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós." (São Mateus 5, 10 – 12) 

Afinal, tal o Mestre, tais seus discípulos.

São Paulo, quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Agressão contra jovens católicos em Curitiba repercute nos EUA

Autor: Edson Oliveira   |   12:32   1 comentário


Segue o link de um artigo do importante site pró-vida americano Life Site News que comenta a agressão que os jovens caravanistas do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira sofreram em Curitiba por parte de agitadores pró-aborto e pró-homossexualismo.

Catholics marching against abortion, gay agenda in Brazil attacked by violent mob (VIDEO)

Leia mais:

São Paulo, quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

"Tolerância" homossexual agride jovens católicos com ofensas, cusparadas e até pedradas (novo vídeo)

Autor: Edson Oliveira   |   13:01   4 comentários


A caravana continua pelo Brasil,
Brusque / SC.
(Crédito: Emerson Oliveira)
A Cruzada pela Família, promovida pelo Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, está percorrendo o Brasil fazendo uma campanha ordeira e pacífica contra as leis de aborto e contra a agenda do movimento homossexual, como o kit homossexual nas escolas, a lei de homofobia, etc.

Leia mais:

O movimento homossexual, que se jacta de pregar a tolerância, mostrou mais uma vez sua verdadeira face: intolerante, violenta e ditatorial. Assista ao vídeo abaixo e veja até que ponto vai a “tolerância” e o “amor” que pregam. Depois de assistir, compartilhe com seus amigos, comente e faça sua parte para que o Brasil não caia nessa ditadura homossexual.

São Paulo, segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Sem base em reivindicações jurídicas qualquer direito à homossexualidade

Autor: Paulo Roberto Campos   |   19:32   1 comentário

Um aspecto da histórica manifestação (800 mil pessoas) em defesa da família e contra o homossexualismo no dia 13 de janeiro em Paris
A associação Avenir de la Culture distribuiu ontem à imprensa francesa e estrangeira um comunicado [abaixo] muito oportuno, comentando um outro comunicado: o documento lançado pela Conferência Episcopal francesa, três dias após a maior manifestação da história contra o “casamento” homossexual.

Infelizmente, tal instituição episcopal, presidida pelo Cardeal André Vingt-Trois, está cedendo às reivindicações do lobby do movimento homossexual.


Procedendo desse modo lamentável, tais bispos estão deixando estarrecida toda aquela multidão [fotos acima e abaixo] que no dia 13 último saiu às ruas em defesa da Família e contra a agenda LGBT apoiada pelo governo socialista francês.

Estarrecido encontra-se todo o mundo verdadeiramente católico com o documento episcopal, que propõe fazer concessões ao “projeto de lei Taubira” (nome da ministra da Justiça, Christiane Taubira), aceitando alguns casos de adoções de crianças por “casais” homossexuais e aceitando certas uniões entre pessoas do mesmo sexo, desde que não se use o termo “casamento”! Como se podem aceitar uniões gravemente pecaminosas se elas são contrárias à lei moral natural e às leis de Deus?! Um escândalo!

Portanto, é inaceitável qualquer tipo de legalização de relações homossexuais. Inaceitável também a tentativa daqueles bispos franceses de abafar a santa indignação dos católicos contra um projeto tão oposto à doutrina católica e ao plano de Deus para o matrimônio e a família.


PS: A seguir, o mencionado comunicado de Avenir de la Culture (www.avenirdelaculture.fr) e novas imagens da manifestação do dia 13 p.p. Algumas dessas fotos foram feitas e enviadas pelo meu colega Josias Batista de Pina, que participou do colossal protesto em Paris (para ampliar, click nas fotos).

Comunicado de Avenir de la Culture
“Um fraco rei faz fraca a forte gente” 

17 de janeiro de 2013 

Esta célebre frase de Camões vem ao espírito ao ler o comunicado publicado ontem pelo Conselho Permanente da Conferência Episcopal, três dias após uma das maiores mobilizações que a França jamais conheceu.

Em decalagem com um milhão de manifestantes que clamavam pela retirada imediata do projeto de lei Taubira [foto abaixo], os mais altos responsáveis pela Igreja na França se limitaram a pedir que no debate parlamentar sejam encontradas formulações respeitosas do caráter heterossexual do casamento, da filiação e das pessoas homossexuais.

Os bispos aceitam, portanto, o princípio de uma remodelação do direito da família: eles acolhem as reivindicações do lobby LGBT por um quadro jurídico solene, desde que a etiqueta “casamento” não venha embalar o produto e que a adoção de crianças pelos pares homossexuais se faça sem reconhecimento fictício de paternidade.

Compreende-se que um organismo episcopal disposto a ceder a esse ponto deplore a crescente polarização entre uma França apegada à família tradicional e um governo socialista cegado pela “teoria do gênero”.

Jamais se compreenderá como podem os Pastores católicos sugerir, ainda que implicitamente, um Pacs+ — isto é, um agravamento das parcerias homossexuais — como uma alternativa possível ao “casamento para todos”.
Com efeito, tal fórmula está em aberta contradição com o ensinamento da Igreja, segundo o qual “não existe um direito à homossexualidade, o que não deveria, portanto, constituir a base para reivindicações jurídicas” (cf. Declaração da Congregação para a Doutrina da Fé, julho de 1992).

Diante desse comunicado decepcionante, Avenir de la Culture reitera o que escreveu no dia 8 de dezembro último, em seu “Respeitoso apelo aos Bispos da França: Não tenhais medo!”:

Os católicos de base quereriam uma Igreja sem complexos, que não hesitasse em entrar no embate das convicções e defendesse com voz forte os valores cristãos. Se os bispos persistirem em oferecer ao governo um ‘Pacs melhorado’ como alternativa ao ‘casamento para todos’, eles não farão senão aumentar o fosso existente entre eles e os fiéis.

Avenir de la Culture deseja ardentemente que outras vozes episcopais discordantes destas se façam ouvir, para que a Sra. Taubira não possa repetir um dia o que escreveu Simone Veil em suas memórias, evocando a legislação do aborto: “Com a Igreja Católica as coisas correram melhor do que eu podia imaginar”.
____________



São Paulo, domingo, 20 de janeiro de 2013

Grupo homossexual agride jovens católicos em Curitiba

Autor: Edson Oliveira   |   23:02   22 comentários


Milton Alves, filiado ao PT e ex-militante
do movimento terrorista MR-8, apoiou
a agressão que considerou como um
ato democrático daquilo que ele entende
por "populares" de Curitiba. No
vídeo abaixo, ele aparece segurando uma
máquina aos 6 minutos e 24 segundos.
Um grupo de jovens católicos do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira realizava uma campanha pacífica e ordeira contra o aborto e a ditadura homossexual, denominada Cruzada pela Família, no centro de Curitiba, no dia 14/01/2013, quando, em determinado momento, começou a se formar uma magote de homossexuais, simpatizantes deles, abortistas, feministas, ateus, vândalos e um político do PT que passaram a agredir verbalmente os caravanistas que abordavam os transeuntes e recebiam caloroso apoio por parte do povo curitibano.

Os caravanistas, ao final da campanha se reuniram e se preparavam para terminar a campanha quando os militantes homossexuais os cercaram e buscaram impedir que saíssem. Começou aí uma série de agressões verbais e até físicas, que para um dos caravanistas, terminou no hospital.

Novo vídeo:

O vídeo abaixo foi gravado por um dos homossexuais que agrediam os jovens católicos, e contém inclusive diversos palavrões, gestos imorais, e coisas do tipo. É interessante ressaltar que em partes do vídeo, o homossexual que gravava, intencionalmente, não filmou os gestos e agressões obscenas feitas em frente aos caravanistas. Em outra parte do vídeo, sem qualquer razão, cortou o áudio do vídeo, colocou o dedo na frente da filmagem, etc. Mostra por parte deles medo em mostrar determinadas agressões. Manipulação. Chama a atenção também a inércia da polícia frente a, inclusive, agressão física.

O conteúdo do vídeo não é de minha responsabilidade.

O mesmo vídeo no youtube:
 
Fonte: Blog Cruz Inabalável

São Paulo, quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Olha o que a Dilma fez com quem votou nela... "Minha Casa, Minha Vida"?

Autor: Edson Oliveira   |   17:42   3 comentários



A população de Estrela do Araguaia (7.000 pessoas), em Mato Grosso, já não tem mais para onde ir, estão agora sem casa e com suas vidas destruídas.

Os moradores foram expulsos de seus lares pelo governo Dilma depois que o território foi demarcado como área indígena (para índios que chegaram lá em 2006).

 Os vídeos abaixo dizem tudo.





Outros vídeos




O vídeo abaixo chama os legítimos proprietários de "posseiros". Mas vejam nele a verdadeira preocupação que o governo Dilma tem com a educação de nossos jovens:


 Neste vídeo, gravado antes da decisão de retirar os moradores, o advogado de defesa chama a Funai de quadrilha por falsificar documentos:





Durante a reportagem abaixo, veja a situação dos invasores do MST, vivendo na região de modo precário e similar a trabalho escravo:



São Paulo, quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Vídeo: Histórica e gigantesca manifestação em Paris contra o “casamento” homossexual

Autor: Paulo Roberto Campos   |   03:28   Seja o primeiro a comentar



Apesar do frio glacial, aproximadamente 800 mil pessoas participaram neste domingo (13-1-13) em Paris da marcha contra o projeto do governo socialista, de François Hollande, de aprovar o “casamento” homossexual — o mal denominado “projeto de casamento para todos”. A colossal marcha foi considera a maior mobilização realizada na França em 30 anos.

A respeito da manifestação, um vídeo encontra-se disponível no site do periódico parisiense “Le Figaro”, veja abaixo:


Senhora segura cartaz com os dizeres:
"A Família é sagrada!"
As fotos tomadas no Champ-de-Mars, próximo à Tour Eiffel, para onde convergiram os manifestantes, mostram um oceano de gente. Bradando slogans, portando cartazes contrários ao homossexualismo ou em defesa da Família, jovens, idosos, crianças, famílias inteiras desfilaram de modo pacífico, mas animadamente, a favor do matrimonio tradicional, em reação contra o pseudo casamento de duplas do mesmo sexo.

Frente a tal demonstração de força, como agirá o governo Hollande? Ignorará a multidão? O normal seria imediatamente mandar engavetar o projeto, mas o lobby do movimento homossexual o pressionará e exigirá que o aprove, apesar de impopular e antinatural. Ademais, tal lobby pressiona o governo para também aprovar a absurda adoção de crianças por “casais” do mesmo sexo, substituindo as palavras "mãe" ou "pai" por "pai 1" e "pai 2" — o que é tão aberrante quanto ridículo!
Faixa de veteranos de guerra: "Não há mais nação sem casamento de verdade"

São Paulo, terça-feira, 15 de janeiro de 2013

SBT e a Cruzada pela Família em Curitiba

Autor: Edson Oliveira   |   15:30   6 comentários


Na edição de hoje do Jornal da Massa, saiu uma reportagem sobre a campanha realizada em Curitiba pela Cruzada pela Família.

Os repórteres voltam a confundir o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira com o grupo Arautos dos Evangelhos. Mas são corrigidos pelo repórter Paulo Martins. Segue abaixo o vídeo.


São Paulo, segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Caravana "Cruzada pela Família" repercute no SBT do Paraná

Autor: Edson Oliveira   |   19:00   2 comentários

Este artigo foi reeditado no dia 15.


Na edição dos dias 8, 9 e 14 de janeiro último, o Jornal da Massa, exibido pelo SBT do Paraná, discutiu a campanha realizada pelo Instituto Plinio Corrêa de Oliveira (IPCO) no centro de Maringá.

Publico abaixo os vídeos, com a ressalva que o IPCO não tem nenhuma relação com Arautos dos Evangelhos, como apresentada no início da reportagem.









Edição do dia 9 de janeiro





Edição do dia 14 de Janeiro


São Paulo, sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Cruzada pela Família atrai atenção de populares centro de Apucarana

Autor: Edson Oliveira   |   02:48   1 comentário

Segue abaixo reportagem do jornal Tribuna do Norte.

São Paulo, quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Cruzada pela Família em Maringá – Movimento homossexual tenta atrapalhar mas não consegue – veja o vídeo

Autor: Edson Oliveira   |   15:09   Seja o primeiro a comentar

Paulo H. Américo

Sim, a Cruzada continua. E com todo vigor. Neste mês de janeiro, o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira está novamente percorrendo o território nacional em defesa dos princípios perenes da civilização cristã. Em Maringá, os jovens caravanistas continuaram a Cruzada pela Família, uma campanha que visa a alertar a opinião pública para os principais adversários da família nos dias de hoje: o aborto, a agenda do movimento homossexual e diversos outros pontos contidos no projeto de novo Código Penal.

Os voluntários do Instituto divulgaram na manhã do dia 7/1 os livros “Catecismo contra o Aborto” e “Homem e mulher Deus os Criou”, ambos de autoria do Pe. David Francisquini, além de folhetos explicativos do novo Código Penal. Na parte da tarde, o movimento homossexual tentou atrapalhar a caravana, mas pura e simplesmente não conseguiu! O vídeo mostra bem…

A caravana deve continuar por todo este mês, e além dos livros mencionados acima, os jovens caravanistas difundirão o livro “Psicose Ambientalista”, do príncipe Dom Bertrand de Orléans e Bragança, que defende mais um princípio básico da civilização cristã: o direito de propriedade, gravemente ameaçado pelo movimento ambientalista.

A acolhida da população tem sido impressionante, o que mostra como o brasileiro na realidade é bem diferente do que mostra a mídia…

Pedimos a todos nossos participantes que rezem para que a caravana continue tendo todo o sucesso.

São Paulo, segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

CURITIBA: Manifestação contra o aborto no dia do “Massacre dos Inocentes”

Autor: Paulo Roberto Campos   |   13:08   Seja o primeiro a comentar


De um colega da capital paranaense, Gabriel Zeymer, recebi um vídeo o e-mail abaixo, datado de 28-12-12, e o transcrevo para conhecimento de nossos leitores. Como se sabe, na mencionada data é celebrada a festa dos Santos Inocentes — os pequeninos inocentes assassinados por ordem do rei Herodes. Este tinha a esperança de, mandando matar todas as crianças com idade inferior a 2 anos na cidade de Belém, matar também o Menino Jesus, pois, segundo as revelações, um Menino nascido em Belém seria Rei dos Judeus.

Devido a tal crueldade, Herodes pode ser considerado o patrono de todos os abortistas. E, também por isso, na foto acima (representação do “Massacre dos Inocentes”, que se encontra exposta no interior da Catedral de Notre Dame de Paris) nas costas de Herodes (à esq. sentado num trono) nota-se o demônio, quem inspirou aquele ímpio rei a ordenar a matança dos inocentes. O mesmo demônio que, na época atual, inspira a prática do aborto — inspira todos aqueles que colaboram com a execução de inocentes indefesos no ventre materno.

E-mail de Gabriel M. Zeymer (28-12-12):
    Houve hoje em Curitiba uma manifestação contra o aborto, por ocasião da festa dos Santos Inocentes. Esta manifestação vem se repetindo há alguns anos. Ela consta de uma missa, celebrada ao meio dia na Catedral, e uma apresentação pública com faixas e cartazes. 
    Nesta manifestação se rezou o terço e foram coletadas assinaturas contra o aborto. Tal manifestação é promovida por um grupo Pro-Vida da Diocese. 
    A respeito, fiz um vídeo com fotos e filmagem do evento, se achar conveniente sugiro publicar no blog.
.