Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, quinta-feira, 2 de maio de 2013

Blasfêmia em Roma: Em show de música, preservativo é elevado como se fosse uma hóstia

Autor: Edson Oliveira   |   14:11   5 comentários


Segundo o site do jornal italiano Corriere della Sera (1/5/2013), em Roma, na Piazza de S. Giovanni in Laterano, na presença de 700 mil pessoas (de acordo com o La Repubblica) uma blasfêmia inimaginável ocorreu durante uma apresentação de uma banda de rock.

Ao subir no palco, o líder da banda, Luca Romagnoli, levantou os braços, em um gesto sacerdotal, elevou um preservativo, como se fosse uma hóstia, e disse: "Este é o modelo que eu uso, que elimina a doença do mundo, tomai e usai todos vós, faça isso, escutai-me.". E, em seguida, desvendou a cabeça tonsurada como a de um franciscano.


5 comentários:

Não podia sequer imaginar que se pudesse um dia chegar a tal manifestação do ódio satânico contra Nosso Senhor Jesus Cristo. E isso em Roma!!! Meu Deus do Céu!!!

Imagino que o novo Papa não deixará de promover em toda a Itália (pelo menos) um desagravo contra esta ação blasfema que também CLAMA AOS CÉUS E BRADA A DEUS POR VINGANÇA.

Oxalá, o Papa possa fazer um desagravo à altura da infâmia desses malditos! Ou será que ele não foi informado disso? Será que ninguém no Vaticano viu ou soube disso? Não farão nada?

Os malditos blasfemadores prestarão severas contas no dia do Juízo, assim como aqueles que não se indignam contra um ato tão ignóbil diretamente ofensivo à Sagrada Eucaristia.

Sr. paulo Campos, eu já vi coisa pior de um casal de amigos de minha família que são ministro da eucaristia. Sou testemunha ocular de brincadeiras e piadas pornográficas. Esse sujeito fez isso fora da igreja, tem gente que faz coisa pior dentro.

Não se deve fazer nem dentro e fora da Igreja, qualquer desrespeito a Deus. Isto que este sujeito fez é uma BLASFEMA monumental que ele vai prestar conta em tempo oportuno.
O que mas me indigna são as autoridades Religiosas Católicas não dizer nada.

ANTES do Concílio Vaticano II uma coisa dessas seria inimaginável. Mas agora em tempos modernos a blasfêmia está em graus absurdos. É a Cristianofobia declarada.

Sr. Paulo Roberto Campos, temos que nos unir para evitar a satanização do mundo. A blasfêmia está tomando espaços preciosos na arte. Um dia, fizeram com o Corão, com Maomé, agora atacam Maria...