Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, domingo, 31 de maio de 2015

Urgente: Audiência Pública sobre a Ideologia de Gênero na Câmara de São Paulo

Autor: Edson Oliveira   |   14:31   Seja o primeiro a comentar



Ideologia de Gênero será tema na Audiência Pública desta terça-feira, 2 de junho, às 12 horas, na Câmara de São Paulo.

Dia 2/6 – Audiência Pública sobre gênero no PME na Comissão de Finanças

Horário : 12:00 horas

Local : Câmara de São Paulo – Sala Prestes Maia – 1° Andar

Compareça para protestar contra a inclusão da Ideologia de Gênero no Plano de Educação da Cidade de São Paulo.

São Paulo, sexta-feira, 29 de maio de 2015 São Paulo, sábado, 23 de maio de 2015

Lançado em Roma o opúsculo “Opção Preferencial pela Família”, escrito por três bispos

Autor: Edson Oliveira   |   11:27   Seja o primeiro a comentar



Na manhã do dia 19 de maio último, no Hotel Columbus, localizado na Via della Conciliazione, em Roma, foi lançado o volume "Opção Preferencial pela Família – 100 perguntas e respostas em torno do Sínodo" (edição Supplica Filiale), cujos autores são Dom Aldo Pagotto (Arcebispo da Paraíba, Brasil), Dom Robert Vasa (Bispo de Santa Rosa, Califórnia) e Mons. Athanasius Schneider (Bispo auxiliar de Astana, Casaquistão).

O prefácio é de autoria do Cardeal Jorge Medina Estévez, Prefeito emérito da Congregação para o Culto Divino, com encômios de Mons. Luigi Negri (arcebispo de Ferrara-Comacchio, Itália), de Mons. Tadeusz Kondrusiewicz (arcebispo de Minsk-Mohilev, Bielo-Rússia) e de Mons. Patricio Bonilla Bonilla, Ofm (Delegado Apostólico de São Cristóvão de Galápagos, Equador).

O lançamento, em Roma, foi noticiado, em 20 de maio, pelo famoso vaticanista do jornal La Stampa, Marco Tosatti.

Segundo o porta-voz da iniciativa Supplica Filiale, professor Tommaso Scandroglio, “este opúsculo é um original Vade-Mecum sobre a família, tema que será objeto do próximo Sínodo. A obra é composta por cem perguntas e respectivas respostas. As perguntas reproduzem as objeções mais difundidas sobre a sexualidade, a indissolubilidade do vínculo matrimonial, o divórcio, a homossexualidade, a declaração canônica de nulidade do matrimônio, a comunhão aos divorciados recasados, a misericórdia, a pastoral e muitas outros assuntos correlatos. As respostas, em contrapartida, expõem a imutável doutrina da Igreja católica sobre estas questões”.

Para o prof. Scandroglio, a publicação tem uma dupla intenção. Por um lado, pedir que haja coerência com os ditames da Igreja católica relativamente ao âmbito da moral natural e da Fé. Por outro lado, oferecer a prova de que, em muitíssimas articulações conceituais que afetam o tema da família, a doutrina já está consolidada e há muito tempo superou e com sucesso algumas objeções de caráter ético e teológico, repetidas frequentemente pelos meios de comunicação de massa. O desafio é, portanto, eminentemente de caráter pastoral, disse Scandroglio, acrescentando que “o Vade Mecum tem em vista sobretudo os bispos, padres, religiosos, catequistas e fiéis atuantes na vida da Igreja. Mas também visa a todos os leigos que encontrarem nesta ágil publicação alguns argumentos de ordem racional para defender a família contra esses ataques que uma certa cultura niilista e relativista está desencadeando com frequência sempre maior”.

Na conferência de apresentação do opúsculo Opção Preferencial pela Família interveio também o dirigente pró-life inglês John Smeaton, co-fundador da coalizão Voice of the Family, um dinâmico think tank em apoio da família natural e tradicional. Voice of the Family tem produzido estudos de alta competência sobre o tema, como uma recente análise do Relatório Sinodal de 2014, a qual enfatiza as questões ali omitidas, ou aqueles aspectos tratados de modo ambíguo, e que, portanto, causaram confusão entre os fiéis, e que, sempre segundo Voice of the Family, deverão ser urgentemente esclarecidos no Sínodo de 2015.

A Filial Súplica ao Papa Francisco (www.supplicafiliale.org) já superou as 250.000 assinaturas, entre as quais as de 4 cardeais, 23 bispos e arcebispos e numerosas personalidades públicas e acadêmicas de numerosas nações.

São Paulo, quinta-feira, 14 de maio de 2015

Católicos do Mundo inteiro apelam ao Santo Padre preocupados com o próximo Sínodo

Autor: Edson Oliveira   |   11:35   2 comentários

"Uma palavra de Vossa Santidade é a única forma de esclarecer a confusão crescente entre os fiéis”

Assine a Filial Súplica
ao Papa Francisco e participe dessa
 mobilização mundial em defesa da família

Mensagem de Adolpho Lindenberg,
presidente do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

Caros Amigos,
Dr. Adolpho Lindenberg
Dr. Adolpho Lindenberg.
Não é novidade para ninguém:
– o último Sinodo dos Bispos instalou a polêmica e a dúvida no seio da Igreja.
A grande mídia deleitou-se em abordar de forma inadequada temas como o chamado “casamento homossexual” e comunhão aos divorciados em segunda união, além deproclamar uma pretensa liberação geral que estaria nas conclusões do Sínodo.
Enquanto isso, católicos do mundo inteiro, perplexos, aguardavam uma palavra do Pastor que lhes iluminasse o caminho. Agora, temem pelo que acontecerá no próximo mês de outubro quando um novo Sínodo continuará a tratar desses mesmos temas.
Temor que nasce de uma revolução sexual de décadas promovida por uma aliança de organizações poderosas, forças políticas e os meios de comunicação que sempre trabalham contra a própria existência da família como a unidade básica da sociedade.
Entretanto:
  • A maioria dos católicos discorda da moral relativista de nossos dias, que ensina a abominável “teoria de gênero” para crianças pequenas em muitos países.
  • A maioria dos católicos tem no Sexto Mandamento da Lei de Deus o farol que os ilumina nesse panorama ideológico sinistro.
  • A maioria dos católicos se sente esmagada pela propaganda hedonista que quer destruir o modelo de família casta e fecunda ensinada pelo Evangelho e conforme à lei natural.
  • A maioria dos católicos está angustiada com o que pode acontecer no próximo Sínodo, em função das informações até agora publicadas.
E muitos suplicam:

“Santidade, dizei uma só palavrae tudo ficará claro”.

Assine a Filial Súplica
ao Papa Francisco e participe dessa
 mobilização mundial em defesa da família
Temos pouco tempo para agir.
O “lobby” homossexual está mobilizado, os teólogos da libertação já estão preparados para justificar qualquer dessas barbaridades. A grande mídia, sedenta, aguarda para desinformar a opinião pública, especialmente a católica.
Como então, eu e você, simples leigos, podemos fazer frente a essa guerra anticristã e anti-família?
Unindo-se a católicos do mundo inteiro na Filial Mensagem a Sua Santidade.
Assine a Filial Súplica
ao Papa Francisco e participe dessa
 mobilização mundial em defesa da família
Nessa mensagem ao Papa Francisco manifestamos nosso desejo de que ele reafirme de modo categórico o ensinamento da Igreja segundo o qual os católicos divorciados e civilmente recasados não podem receber a Sagrada Comunhão e de que uniões homossexuais são contrárias às leis divina e natural.
Conto com sua participação.
No longo caminho desse Calvário da Igreja, sua assinatura será como a ajuda do Cirineu, que aliviou Nosso Senhor ao carregar sua Cruz.
Rogando à Sagrada Família que abençoe nossa luta nestes dias turbulentos em que vivemos, despeço-me,
Em Jesus, Maria, José,
Adolpho Lindenberg
Presidente
PS – Veja aqui a lista das personalidades que já assinaram a Filial Súplica e una-se a elas nessa moderna Cruzada do Século XXI.