Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, domingo, 11 de maio de 2008

Qual sistema econômico a CNBB deseja para o Brasil?

Autor: Edson Oliveira   |   21:27   Seja o primeiro a comentar

De acordo com o jornal O Globo (2/5/2008), a CNBB divulgou uma nota conclamando os brasileiros a dar atenção aos desempregados.

A referida nota é assinada pelo presidente e pelo secretário-geral da instituição. Isso é um detalhe muito importante, pois nem o apoio dado pelo órgão ao bispo de Olinda-Recife - quando este pelejava contra a atitude das prefeituras locais de distribuir a maléfica pílula abortiva do dia seguinte durante o carnaval - mereceu tão dignas assinaturas.

Segundo O Globo, nesse documento, a CNBB ...

... critica "o modelo econômico e financeiro hegemônico, concentrador de riqueza, adotado sem restrições e voltado exclusivamente para o consumo”.

Para a entidade, esse sistema pode levar as pessoas a “esquecer os ideais de partilha, de pôr em comum os bens, de implantar a paz, superando as raízes da violência e da injustiça”.

O texto, divulgado na data em que se comemora o Dia do Trabalho, defende também o acesso à terra e emprego para todos, água e alimento distribuídos com igualdade, proteção à natureza e respeito às nações indígenas e quilombolas.
Bom, em mim o sistema vigente não esmoreceu o ideal de partilha, portanto, vou compartilhar duas perguntas:

Se o monstro do nosso atual modelo econômico não presta porque nos faz esquecer de "pôr em comum os bens", então, qual seria o modelo tão sonhado pela CNBB que nos ajudaria a não cometer tal grave falta?

Seria o tipo socialista ou comunista? ou, talvez, o modelo rudimentar de economia existente em certas tribos indígenas onde a CNBB, diga-se de passagem, pleiteia - contra a vontade de muitos índios - em não dar, em determinados territórios de nosso amado Brasil, o acesso à terra aos não índios para pagarmos uma "divida histórica" para com eles?

***

Bom, bom. Já fiz minha parte, compartilhei minhas dúvidas, pois a resposta só a CNBB pode dar... espero que ela também compartilhe conosco tais respostas.

Caro leitor, tenha a caridade, você também, de compartilhar comigo seus comentários.

_____________________

P.S.: "Acesso á terra", expressão complicada, pois pode dar a entender que tem gente com problemas gravitacionais...

0 comentários: