Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, domingo, 11 de abril de 2010

Depois de 70 anos, aumenta o número de mortos em Katyn

Autor: Edson Oliveira   |   16:37   1 comentário


Tragédia histórica

Katyn é uma vila situada na Rússia e tristemente famosa nas páginas da História (exceto nos livros aprovados pelo MEC, é claro!) por ter sido o local onde, por ordens de Stalin, foram massacrados, entre 3 de Abril a 12 de maio de 1940, mais de 21.000 oficiais poloneses anti-comunistas. O ocorrido ganhou as telas do cinema com o filme "Katyn" do cineasta Andrzej Wajda que teve seu pai listado entre os mortos na floresta russa.

Tragédia atual

Na madrugada de sábado, o presidente da Polônia Lech Kaczyński, a primeira dama e outras personalidades do governo polaco se dirigiam à região de Smoleński, Rússia, para participar das cerimônias de homenagem aos soldados assassinados em Katyn. Mas o avião que transportava a comitiva caiu ao tentar aterrissar. Não houve sobreviventes.

Personalidades eclesiásticas, militares e civis

Além do presidente e sua esposa, entre os mortos se encontram:

Os vice-presidentes da Câmara e do Senado;
O chefe do Gabinete Presidencial;
General chefe do Estado Maior das Forças Armadas;
Os Comandantes das Forças Aérea, Marinha, Exército, Operacionais e Especiais;
O Bispo General de Divisão;
O Capelão Presidencial e mais 83 pessoas, religiosas, militares e civis.

Confira a Lista oficial.

Causa do acidente, ainda um enigma

A aeronave que transportava o presidente e a cúpula das Forças Armadas da Polônia era um Tupolev, Tu-154, de fabricação russa. O avião presidencial passou por concertos na Rússia em dezembro passado.

Segundo os jornais brasileiros, o acidente ocorreu por razão de um forte nevoeiro que envolvia a região do aeroporto. O piloto foi alertado pela torre de comando para desviar o vôo até Minsk ou Moscou, mas mesmo assim teria arriscado a aterrissagem. O avião caiu a 1 km de distância do início da pista.

Já na imprensa polaca, parece que a coisa se complica um pouco.

O General Gromosław Czempinski disse hoje que o avião estava em perfeito estado e possuía instrumentos de navegação para situações difíceis. (Cfr: Gazeta Wyborcza, 11/04/2010)

Os controladores russo afirmaram problemas na comunicação em lingua russa, pela qual os pilotos poloneses podem não ter entendido corretamente as instruções.  (Cfr: (Cfr: Gazeta Wyborcza, 11/04/2010).

O Governo russo ainda não revelou os pormenores das conversações entre o avião e a Torre de Controle do aeroporto. (Cfr: (Cfr: Gazeta Wyborcza, 11/04/2010).

A caixa-preta já foi encontrada, mas a revelação do conteúdo dela pode demorar uma semana.

Putin e seu tão elogiado discurso

Causou espanto o anúncio de Putin confirmando sua participação nas homenagens aos oficiais poloneses, pois a atitude dele em relação ao massacre de Katyn era sempre um silêncio azedo.

A panfletagem russa atribuía, no passado, aos nazistas a autoria do crime. Acusação já não mais aceita pela historiografia que revela toda culpa dos soviéticos.

Tal foi a mudança de atitude de Putin que Gilles Lapouge escreveu:
Ontem, [...} Putin visitou Katyn. Estranho. Putin não havia "reabilitado" a URSS e Stalin? Até pouco tempo, as relações entre os dois países eram execráveis. Moscou fazia duas pesadas críticas à Polônia: pelo apoio dado à "Revolução Vermelha" na Ucrânia, e por aceitar o projeto (atualmente abortado) do escudo antimísseis dos EUA. (Cfr: O Estado de São Paulo, 8/10/2010)

Isso gerou na imprensa brasileira e internacional uma série de elogios ao primeiro-ministro da Rússia, especialmente sobre seu pronunciamento histórico na Floresta de Katyn, quinta-feira passada, na presença de seu colega polonês Donald Tusk.

Antes de ir na onda da imprensa, para que o leitor tenha em mente o verdadeiro teor desse discurso do ex-agente da KGB, recomendo a leitura do artigo "Atolados em Mentiras", traduzido do russo para o português, no blog "Da Rússia":

http://darussia.blogspot.com/2010/04/blog-dos-leitores-putin-e-katyn.html

As informações iniciais acusam os pilotos como os responsáveis pelo acidente aéreo. Termino este artigo aqui, em silêncio, em respeito às vítimas, porém com uma pulga atrás da orelha.

1 comentários:

Saudações
Quem colocou tantas pessoas importantes no mesmo avião?
Quem promoveu as cerimônias?
Quem se beneficia com as mortes?
Quem quer impedir a pesquisa histórica?
Quem sucederá esses indivíduos em seus cargos?
Porque as cerimônias seriam realizadas na Rússia?
Irônicamente morreram mais poloneses como em Katin!
Minha opinião?
Assassinio!