Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, domingo, 3 de abril de 2011

“Deus abençoe os húngaros!”

Autor: Edson Oliveira   |   15:08   9 comentários

Eis a frase que inicia o preâmbulo da nova constituição hungara planejada pelo governo do primeiro-ministro Victor Orban, que visa professar claramente a identidade cristã da Hungria: “Deus abençoe os húngaros!”

Segundo o site alemão Kath.net (30/3/2011), a apresentação do projeto de reforma constitucional deixou a oposição esquerdista preocupada – o que em geral é bom sinal -, pois o novo texto dará proteção à vida desde sua concepção e definirá o matrimônio como uma instituição composta entre um homem e uma mulher.


As intenções do governo húngaro não agradaram também a União Europeia, cuja agenda laicista e imoral visa impor o oposto em todos os países integrantes.

“Somos orgulhosos pelo fato de nosso rei Santo Estevão ter criado o Estado húngaro e colocado nossa pátria como parte da Europa Cristã”, lê-se na redação do preâmbulo.

Além de professar diversas vezes sua adesão à Cristandade, a Constituição se refere à “Santa Coroa” (foto acima), que pertenceu a Santo Estevão e com a qual cerca de outros 55 reis foram coroados, como símbolo da nacionalidade.

Com uma maioria de dois terços no Parlamento, o governo pretende implementar a nova constituição a partir da próxima Páscoa.

9 comentários:

Mas que beíssima notícia!
Deus seja louvado!

AJPM,

A Constituição Portuguesa precisa exactamente do mesmo!

Temos em Portugal uma Constituição de cariz marxista, ainda do tempo da Revolução (comunista) dos Cravos.

O nosso actual Primeiro Ministro ficará na História como o descristianizador de Portugal: aborto, homossexualidade, sexo obrigatório ensinado a crianças, facilidade máxima para divórcio ... tudo isto é a obra do seu (des)Governo, que naturalmente os atirou para a miséria.

Que a Hungria seja seguida pelas restantes nações!

Maria das Dores Folque
Castro Marim, Algarve, Portugal


DEUS tenha compaixão da Terra Lusa!

Muito bonita a proposta desta constituição! Espero que seja aprovada!

Bela notícia, principalmente para mim que considero a Hungria uma segunda pátria.

O único problema é que esse Victor Orban é protestante.

Um protestante em um cargo importante em um país de maioria católica não me cheira nada bem.

Ele pode ter uma atitude digna de enfrentar os esquerdistas colocando na contituição Hungara palavras referentes a herança cristã (diga-se católica, único e verdadeiro cristianismo); mas e se depois ele querer tirar a herança católica do país?

Renato

Quem dera que mais líderes portugueses imitassem os húngaros.

agora não é hora de discutir se é protestante ou não! Antes cristão e protestante do que ateu e marxista.

O que garante que um Estado que não respeita a liberdade de escolha da crença (ou da descrença) religiosa respeitará os demais direitos civis? Se no preâmbulo húngaro ou de qualquer país constasse Alá no lugar de Deus, estariam todos exultantes?
Se uma religião não conseguir sobreviver sem o Estado, o problema não é do Estado.