Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, terça-feira, 24 de maio de 2011

Você é um "preconceituoso linguístico"?

Autor: Edson Oliveira   |   14:57   2 comentários


Se o leitor ainda não está por dentro da problemática, então leia antes este artigo:

Quer saber se você é um "preconceituoso linguístico"?

Leia as regras abaixo:

1) Você é daqueles atrasados, que não estão de acordo com os ventos da modernidade, que ainda acham que a frase "os menino" contém um erro gramatical?

2) Depois da fazer um exame de consciência, você se considera preso nas malhas do correto e do incorreto no uso da língua e não na ideia de adequado ou inadequado?

3) Você usa armas de "opressão educacional" como borracha, corretor ou a tecla delete do seu teclado ao escrever ou corrigir um texto?

4) Você corrige alguém que fala errado - mesmo se for professor de português?

5) Você perde seu tempo estudando gramática, análise sintática ou possui um livro de regras de concordância verbal ou nominal?

Se suas respostas foram afirmativas em qualquer uma das questões acima, então você é considerado pelo MEC como um "preconceituoso linguístico" que você faz parte da "elite dominante" e oprime socialmente, através da norma culta, a todos aqueles a quem o MEC não quer ensinar corretamente o português.

Nunca pensei na minha vida que buscar falar ou escrever corretamente seria visto um dia como coisa de conservador. Até lá o mundo chegou!

2 comentários:

Isso: http://www.youtube.com/watch?v=r47ttHtNGbQ

Não sei de onde tiraram esse tal "preconceito linguístico" que, na prática, nunca presenciei na convivência diária com diversas pessoas dos mais diversos graus de cultura ou escolaridade.
Aos que apóiam a publicação do livro , vejam o que escreveu o escritor DEONÍSIO DA SILVA (acessem o link, vale a pena):
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/os-aiatolas-da-linguistica-insistem-na-vigarice-lucrativa-e-levam-mais-um-troco-do-escritor-deonisio-da-silva/#comments