Frase

"A Revolução Francesa começou com a declaração dos direitos do homem, e só terminará com a declaração dos direitos de Deus." (de Bonald).
São Paulo, quarta-feira, 21 de maio de 2008

Walesa e a autogestão

Autor: Edson Oliveira   |   16:20   Seja o primeiro a comentar

Para quem não acredita que Walesa (foto ao lado) chegou a propugnar por uma forma autogestionária de governo (vide post anterior), por um socialismo com "face humana", segue um trecho de uma notícia da época.

Segundo "O Globo", de 14 de novembro de 1981, "Walesa assegurou que a crise atual na Polônia pode ser resol­vida através da autogestão bem organizada dos trabalhadores. ... A principal tarefa agora é criar uma forte autogestão operária".

Quando Walesa foi recebido com honras de chefe de Estado, em 1981, por João Paulo II, o jornal L'Unità - o órgão oficial do Partido Comunista Italiano – qualificou o fato de "verdadeira e genuína investidura" (16.1.1981).

Embora houvesse no movimento Solidariedade um "cerne duro" autenticamente anticomunista, o professor Plinio Corrêa de Oliveira, em sua coluna no jornal Folha de São Paulo, exprimia sua desconfiança em relação ao líder sindical Lech Walesa:

"Como explicar que esse movi­mento, para o qual se pleiteia o direito de ain­da ser impreciso, esteja despertando em setores ideologicamente muito precisos do Ocidente es­peranças precisas?" (31.12.1980).
Para informações mais detalhadas, consulte:
Um homem, uma obra, uma gesta – Homenagem das TFPs a Plinio Corrêa de Oliveira

0 comentários: